advertising

Vale a pena participar da oferta do BTLG11? Analista responde e revela os melhores fundos imobiliários para comprar agora

btlg11 fundo imobiliário

Desde o último trimestre de 2023, a indústria de fundos imobiliários tem tido uma enxurrada de ofertas. Desta vez, a bola da vez foi o BTG Pactual Logística (BTLG11), que anunciou sua 13ª emissão de cotas.

advertising

O objetivo do FII é captar R$ 1,15 bilhão por meio da emissão de 11,8 milhões de cotas, a R$ 101,65 cada.

Os atuais cotistas têm até 15 de fevereiro para decidirem se vão participar da oferta por meio do exercício dos direitos de preferência, que são negociáveis.

Afinal, vale a pena participar da oferta?

Segundo Caio Araujo, analista de FIIs da Empiricus Research, empresa do grupo BTG Pactual, a intenção do BTLG11 com a emissão é expandir seu portfólio, principalmente no estado de São Paulo, onde está localizada 82% da área bruta locável (ABL) do FII.

Para isso, o fundo tem um pipeline (ativos de interesse) de R$ 2,6 bilhões, composto por mais de 13 ativos classificados como A+ – classe de maior prestígio dentre os imóveis.

advertising

Destes, três já estão em fase avançada de negociação, totalizando R$ 400 milhões. 

“Caso o pipeline se concretize, o fundo deve ultrapassar o patamar de R$ 1 bilhão de metros quadrados de ABL e se consolidar como um dos maiores players logísticos do estado de São Paulo”, afirmou o analista.

De acordo com Araujo, o cap rate (quanto o ativo deve remunerar sobre o valor investido) das operações fica entre 9% e 9,5%. “Achamos que pode gerar valor dado que é acima do cap rate do fundo, que atualmente está em 8,9%”.

Com isso, o analista vê com bons olhos a participação na emissão do BTLG11, desde que o investidor dedique o peso correto ao FII no portfólio.

“O pipeline indicado pela gestão oferece geração de valor, com potencial de elevação das cotas, aliado a uma geração de renda de 9,3% para os próximos 12 meses”.

Além do BTLG11: analista abre recomendações da carteira que já rendeu 155% do Ifix

O BTLG11, inclusive, é uma das recomendações de Caio na sua carteira de fundos imobiliários da Empiricus Research, chamada Renda Imobiliária.

Desde a criação, em 1º de janeiro de 2017, até 1º de fevereiro deste ano, essa carteira teve 122,04% de valorização. Ou seja, mais do que dobrou o dinheiro de quem seguiu à risca as indicações do Caio.

Em contrapartida, quem investiu no Ifix (principal índice de fundos imobiliários da bolsa)  neste mesmo período, teve apenas 78,76% de lucro.

Agora, você pode conhecer algumas das melhores indicações da carteira de “Renda Imobiliária” sem pagar nada. 

Isso porque um relatório com os 5 melhores fundos imobiliários recomendados pelo Caio para investir em fevereiro foi liberado como uma cortesia para você.

GRATUITO: VEJA OS 5 MELHORES FUNDOS IMOBILIÁRIOS PARA COMPRAR EM FEVEREIRO

100% gratuito: saiba quais são os 5 melhores fundos imobiliários para comprar agora

Todos os meses, o Caio disponibiliza um relatório recomendando os fundos imobiliários com o maior potencial da bolsa, na opinião dele. E o relatório com as indicações de fevereiro já está disponível para qualquer pessoa interessada.

Isso porque a Empiricus Research, empresa do grupo BTG Pactual, liberou o acesso a esse relatório como cortesia. Ou seja, você não precisa pagar nada e nem se comprometer de nenhuma forma com a casa de análise para poder conhecer todas as indicações.

Para liberar o seu acesso, basta clicar no botão abaixo e se cadastrar para receber o relatório no seu e-mail. Fique tranquilo, é tudo gratuito mesmo.

Portanto, eu sugiro que você libere seu acesso e ao menos dê uma “espiada” nos FIIs recomendados. Depois você decide se essas indicações fazem sentido para o seu patrimônio:

O post Vale a pena participar da oferta do BTLG11? Analista responde e revela os melhores fundos imobiliários para comprar agora apareceu primeiro em Empiricus.

advertising