advertising

Por que Vale (VALE3) e Petrobras (PETR4) não estão na carteira mensal de dividendos da Empiricus Research?

petróleo brent a US$ 90 petroleira dividendos

Dois pesos pesados da Bolsa brasileira pagam dividendos nesta terceira semana de março: Vale (VALE3) e Petrobras (PETR4)

advertising

Os acionistas da mineradora vão receber R$ 2,73 por ação nesta terça-feira (19), enquanto os investidores da petroleira serão remunerados em R$ 0,67 por papel na quarta-feira (20).

Que as duas companhias são grandes pagadoras de dividendos e estão entre os maiores yields da Bolsa, não há dúvidas. 

Mas, ainda assim, os analistas da Empiricus Research não incluíram as ações na carteira mensal de dividendos.

Por que Vale e Petrobras não estão na carteira mensal de dividendos da Empiricus Research?

Na visão do analista Ruy Hungria, olhar apenas para o dividend yield na hora de escolher papéis para compor uma carteira pode se mostrar um erro, já que outros fatores podem pesar sobre o desempenho das ações e não justificar os proventos robustos.

advertising

“A carteira é composta por nomes que acreditamos atender plenamente os requisitos para compor um portfólio de verdadeiros investidores de dividendos: aqueles focados no longo prazo na busca pela ‘paz de espírito’, além de níveis de retornos superiores no longo prazo, obviamente, ajudados pelos reinvestimentos dos dividendos recebidos”, escreveu o analista no relatório em que indica as melhores ações do mês para buscar proventos.

A “paz de espírito” citada pelo analista tem sido um problema para os acionistas da Vale e da Petrobras nos últimos meses.

Diversas notícias – a maioria delas negativas – tem pairado sobre as companhias, principalmente no que diz respeito à interferência política

Isso não significa que as ações da mineradora e da petroleira sejam “ruins”. A Vale é uma recomendação de outras carteiras da Empiricus e a Petrobras segue acompanhada “de perto” pelos analistas.

No entanto, a carteira de dividendos mensal é limitada a cinco ações – aquelas que os analistas acreditam ser as melhores para comprar no momento

E o cenário atual traz alguns desafios para as duas companhias.

Vale: incertezas vindas da China e turbulências internas

No caso da Vale, existem alguns pontos de atenção que ajudam a explicar a queda de mais de 20% das ações em 2024

Dentre eles, explica o CIO da Empiricus, Felipe Miranda, estão as incertezas trazidas pelo contexto econômico da China e suas implicações sobre o minério de ferro – o país asiático é o maior importador da commodity e o maior produtor de aço do mundo.

Além disso, o risco de multas relacionadas ao desastre de Mariana também estão no radar. Em janeiro, a Justiça Federal condenou as mineradoras Vale, Samarco e BHP ao pagamento de R$ 47,6 bilhões pelo rompimento de uma barragem na cidade mineira, em 2015.

O valor corrigido deve passar dos R$ 70 bilhões e o imbróglio na justiça deve ganhar novos capítulos.

Adicionalmente, a companhia vive um período de turbulências internas relacionadas principalmente à sucessão presidencial.

Em janeiro, o Governo Lula tentou emplacar o aliado Guido Mantega no cargo mais importante da mineradora, o que desagradou o mercado. 

Na última semana, um membro do conselho independente renunciou e citou “manipulação” no processo sucessório e “nefasta influência do governo”. É importante destacar que a Vale, que era estatal, foi privatizada na década de 1990.

Na última semana, a mineradora definiu a renovação do contrato do atual CEO, Eduardo Bartolomeu, até o final de 2024, mas as incertezas sobre o que virá depois continuam.

Por esses motivos, a Vale ficou fora da carteira das cinco melhores pagadoras de dividendos para comprar agora, segundo os analistas. 

Petrobras: interferência política preocupa

A interferência política também tem sido a maior preocupação dos investidores da Petrobras. 

No último dia 7, a companhia reportou “resultados operacionais resilientes”, na visão do analista Ruy Hungria, mas que “tiveram pouca importância diante de um anúncio de dividendos muito abaixo das expectativas”.

Isso porque a petroleira suspendeu os dividendos complementares esperados pelo mercado e “abriu margens para que a reserva de lucros seja usada em investimentos com baixo retorno aos acionistas”, afirmou Hungria.

O analista destaca que o investimento mais rentável para a Petrobras é a exploração do pré-sal, enquanto a alocação de recursos em outras áreas se mostraram ruins para a companhia nos últimos anos.

“No início da década passada a Petrobras gastou somas vultosas em ativos que não tinham o menor sentido estratégico e ocasionaram perdas bilionárias aos acionistas, e isso inclui o governo”.

Por conta desses temores, as ações da petroleira despencaram 10,5% na sexta-feira (8), pregão seguinte à divulgação do resultado.

Por conta dos riscos políticos que pairam sobre a tese, a companhia também não compõe a carteira das 5 melhores ações pagadoras de dividendos para comprar agora.

Afinal, quais são as cinco melhores ações para buscar dividendos, segundo os analistas?

Todos os meses, os analistas da Empiricus Research atualizam a carteira de dividendos do mês, com as cinco ações da Bolsa de Valores brasileira mais indicadas para buscar renda.

Segundo eles, o portfólio é composto por nomes que atendem plenamente os requisitos de uma carteira ideal de proventos.

“O objetivo é encontrar empresas que possuem capacidade de geração de caixa livre comprovada, permitindo a distribuição de proventos de forma sustentável ao longo do tempo, para que os acionistas possam se beneficiar do fenômeno dos juros compostos (compounding), potencializando o retorno total”, afirmaram o co-fundador da Empiricus, Rodolfo Amstalden, e o analista Ruy Hungria em relatório recente.

Para isso, as empresas escolhidas possuem algumas características em comum:

  • Maturidade e inseridas em grandes mercados;
  • líderes;
  • balanços sólidos;
  • vantagens competitivas;
  • altos níveis de liquidez; e
  • boa margem de segurança.

Veja gratuitamente as outras cinco recomendações para buscar dividendos

Se você chegou até aqui, queremos oferecer uma cortesia: o relatório com a carteira completa das cinco melhores ações para buscar dividendos da Bolsa, feita pelos analistas da Empiricus Research.

No documento, você vai encontrar as teses em cada uma das empresas, explicando exatamente o porquê elas foram escolhidas para compor o portfólio.

Você também pode conferir o dividend yield esperado e o peso que cada ação deve ter na carteira. Vale destacar, que todas elas se completam para formar uma composição devidamente diversificada e equilibrada.

Toda a diligência dos analistas na hora de montar o portfólio permitiram que a carteira tivesse um desempenho muito acima do Ibovespa: desde novembro de 2023, o portfólio de cinco ações para buscar dividendos rendeu 20,2%.

Por outro lado, o Ibovespa rendeu “apenas” 14% no período. Para ser mais específico, a carteira de dividendos rendeu 144,2% do Ibovespa nos últimos 4 meses.

E você pode acessar o relatório completo agora, de graça. Para isso, basta clicar neste link ou no botão abaixo.

Vale destacar que, para ter acesso ao documento, você não precisa fazer nenhum compromisso com a casa de análise. Não tem pegadinha: é realmente cortesia.

O post Por que Vale (VALE3) e Petrobras (PETR4) não estão na carteira mensal de dividendos da Empiricus Research? apareceu primeiro em Empiricus.

advertising