advertising

Pensando em migrar para o mercado financeiro? Conheça uma das profissões mais bem pagas da área

Imagem representando o analista financeiro, profissional responsável pelos trâmites que envolvem os recursos financeiros.

De acordo com dados divulgados pela Bolsa de Valores brasileira (B3), existem cerca de 5 milhões de investidores cadastrados e com conta ativa na sua plataforma atualmente. Essas pessoas têm mais de 400 ações disponíveis para aplicar seu dinheiro e, com sorte, obter algum retorno. 

advertising

Idealmente, elas conseguiriam isso apenas comprando parte de uma empresa e esperando uma eventual distribuição de dividendos ou a valorização dos papéis. Mas, como a realidade tende a ser um pouco mais complexa, não é sempre assim que funciona.

Na verdade, as chances de alguém se dar mal ao investir no primeiro papel que encontrar pela frente são altas. Em 2023, por exemplo, houve casos de ações que despencaram 39%, 81%, até 90%. 

Para não cair em ciladas, o melhor a se fazer é buscar ajuda especializada. Ou, em outras palavras, um analista de investimentos. Esse é o profissional que estuda companhias a fim de determinar quais são suas perspectivas (se ela tende a cair, crescer ou se manter estável, basicamente). 

Segundo a Apimec (Associação dos Analistas e Profissionais do Mercado de Capitais), há 1261 analistas credenciados no país hoje. Logo, apenas uma parcela muito pequena dos brasileiros está apta e autorizada a fazer recomendações de investimento. 

advertising

É por conta disso que sobram vagas para esses especialistas. 

VEJA COMO SE CAPACITAR PARA ESSAS VAGAS

Salários de até R$ 30 mil por mês?

Para lidar com essa situação, casas de análise e bancos têm oferecido salários atrativos, modelos de trabalho mais flexíveis e planos de carreira bem estruturados. 

Em São Paulo, onde ficam concentradas as principais instituições financeiras do Brasil, um analista pode chegar a receber até R$ 30 mil por mês, de acordo com dados do site de recrutamento Glassdoor (sem considerar bônus e benefícios).

“O que faz entrar é a remuneração, mas o que te faz ficar é o desafio intelectual”, afirma a analista da Empiricus Research Larissa Quaresma.

Ela começou a se interessar por finanças durante a crise do subprime. “Desde adolescente eu queria [trabalhar no] mercado financeiro. Quando eu tinha 14 anos foi quando a crise de 2008 estourou. Eu ficava fascinada e queria ler tudo sobre aquilo. Então, eu me prendi nisso e falei: é pra isso que eu quero estudar e trabalhar”.

Embora Quaresma seja um caso exemplar de alguém que descobriu sua vocação cedo e alcançou uma carreira de sucesso, também há histórias de pessoas que migraram de área com o decorrer do tempo e hoje também se encontram satisfeitas. Ruy Hungria, da mesma casa de análise, é uma delas. 

Ele cursou física na Universidade de São Paulo (USP) por se interessar pelo assunto, mas acabou entrando para a Empiricus Research a convite de Rodolfo Amstalden, um dos fundadores da empresa, ainda durante a graduação. 

Assim como sua colega de trabalho, Hungria afirma que um dos maiores diferenciais de sua profissão é o aprendizado constante: “como os setores e as empresas mudam, você precisa estar a todo tempo se atualizando”.

Outra característica da rotina de um analista que faz brilhar seus olhos é a possibilidade de mudar a vida de outras pessoas por meio da educação financeira. 

“Eu sei como é difícil estar em uma situação precária e o quanto isso pode afetar a paz de um lar. Por isso, eu me sinto muito feliz podendo ajudar os outros a terem uma situação financeira melhor”, conta.

VEJA COMO SE QUALIFICAR PARA PODER RECEBER SALÁRIOS DE ATÉ R$ 30 MIL POR MÊS

O que é preciso para se tornar um analista de investimentos?

Para atuar como analista de investimentos, é preciso possuir uma das certificações exigidas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Desses ‘alvarás’, o principal é o Certificado Nacional do Profissional de Investimento (CNPI), voltado para analistas fundamentalistas. 

Quem deseja obtê-lo deve ser aprovado em dois exames. Um com 60 questões de múltipla escolha sobre:

  • Sistema Financeiro Nacional
  • Mercado de Capitais
  • Mercado de Renda Fixa
  • Mercado de Derivativos
  • Conceitos Econômicos
  • Conduta e Relacionamento
  • Governança Corporativa, Relações com Investidores
  • Sustentabilidade

E outro com um formato semelhante, dividido em duas disciplinas:

  • Análise e Avaliação de Ações e Finanças Corporativas – 30 questões
  • Contabilidade Financeira e Análise de Relatórios Financeiros – 30 questões

De acordo com Thiago Veras, responsável pelas contratações da maior casa de análise independente do Brasil, um dos caminhos mais fáceis para chegar a essa posição é por meio de um MBA (Master of Business Administration).

“Entre os RHs do mercado financeiro, nós até brincamos que, mesmo diante do alto salário, saímos no tapa por quem tem esse tipo pós-graduação”, diz o executivo.

A escassez de especialistas é tanta que a Empiricus Research (empresa do grupo BTG Pactual) resolveu desenvolver sua própria formação: um MBA em Análise de Ações e Finanças. 

Ele foi elaborado em parceria com a Faculdade Exame e tem como objetivo qualificar seus participantes para tirar todas as certificações necessárias e atuar no mercado financeiro

Em breve, será realizada uma aula inaugural totalmente gratuita para apresentar o curso e seus docentes. Para assisti-la, basta acessar esta página de cadastro ou clicar no link/botão abaixo.

O post Pensando em migrar para o mercado financeiro? Conheça uma das profissões mais bem pagas da área apareceu primeiro em Empiricus.

advertising