advertising

Na contramão das projeções pessimistas, resultado do 4T23 de Weg (WEGE3) realça resiliência da companhia

weg WEGE3
Imagem: Divulgação/WEG

A Weg (WEGE3) divulgou hoje (21) seu resultado operacional referente ao 4T23, que surpreendeu as nossas expectativas e as do mercado, com um bom crescimento em suas linhas de negócio e manutenção de margens saudáveis em meio aos desafios atuais do negócio. 

advertising

Após um 3T23 mais fraco e que elevou a incerteza dos investidores sobre a sustentabilidade do crescimento de curto prazo da Weg, os números apresentados hoje realçaram a resiliência da companhia.

A receita operacional líquida (ROL) da companhia atingiu R$ 8,6 bilhões, crescimento de 7% na comparação anual, suportada pela boa performance tanto nas operações do mercado externo como no interno (+8% e +7% vs 4T22, respectivamente).  

Linha de Equipamentos Eletrônicos e Industriais expandiu 8%

Na operação doméstica, o segmento de Equipamentos Eletrônicos e Industriais (EEI) cresceu 8% na comparação anual, sustentado por uma atividade industrial positiva no Brasil, especialmente nos equipamentos de ciclo curto. Os produtos de ciclo longo também performaram bem, devido a demanda aquecida por painéis elétricos nos setores de mineração e água & saneamento. 

Geração, Transmissão e Distribuição de Energia foi destaque positivo pelo 4º tri seguido

Diferente do último trimestre, o segmento de Geração, Transmissão e Distribuição de Energia (GTD) apresentou crescimento (+3,1% ROL vs 4T22) no Brasil. Os diversos leilões de transmissão tiveram impacto positivo na demanda por transformadores de grande porte e subestações para o desenvolvimento dos novos projetos. Na parte de geração solar distribuída, apesar do bom crescimento trimestral, os negócios do setor seguem em baixa quando comparamos com o último ano. 

advertising

Olhando para o mercado externo, o GTD foi destaque positivo pelo quarto trimestre consecutivo, com crescimento de 29% na comparação anual. Os negócios de transmissão e distribuição seguiram se beneficiando da forte demanda por transformadores para parques de geração de energia renovável (eólica e solar) na América do Norte. Na vertical de geração, a companhia sinalizou que obtiveram um bom desempenho e seguem construindo uma carteira de pedidos saudável para os próximos trimestres. No segmento de EEI, houve queda anual de 2% na receita líquida, com efeito negativo da variação cambial no trimestre, mas performance consistente na maioria dos mercados de atuação. 

Margem foi beneficiada pela acomodação de preços das matérias-primas

O movimento de acomodação dos preços das principais matérias-primas consumidas pela Weg seguiu em curso no 4T23, principalmente o aço e o cobre. Assim, com o crescimento de vendas nas operações nacionais e internacionais, a margem bruta alcançou robustos 33,7% (+3,4 pontos percentuais em relação ao 4T22).

O Ebitda da Weg foi da ordem de R$1,8 bilhão (+17% vs 4T22) e a margem ebitda fechou o trimestre em 21,4% — ganho de 1,9 ponto percentual na comparação anual. Na última linha, a companhia reportou lucro líquido de R$1,7 bilhão no trimestre, com margem líquida de 20%, beneficiada também pelo reconhecimento de incentivos fiscais. Assim, o retorno sobre o capital investido (ROIC) segue em nível bastante superior ao período pré-pandemia e acumulou atrativos 39,2% (+9,8 pontos percentuais vs 4T22, sendo 3,2 referentes aos incentivos fiscais).  

Por fim, o ano da companhia foi encerrado com uma robusta geração de caixa operacional de R$ 7,0 bilhões, resultado da boa performance das linhas de negócio e gestão eficiente do capital de giro. 

Nossa avaliação sobre os resultados de Weg

Em nossa visão, após um certo mau humor e projeções mais pessimistas para a companhia decorrente dos números mornos do 3T23, a Weg retomou a confiança de boa parte do mercado com a recuperação apresentada no quarto trimestre. A surpresa reverberou bem no preço das suas ações, que sobem mais de 5% neste momento. 

Olhando para frente, para sustentar os seus múltiplos atuais (25x lucros para 2024), a companhia precisará manter um ritmo de crescimento adequado ao longo desse ano, como fez nos últimos 3 meses de 2023. Dentre as principais avenidas de crescimento, acreditamos que a integração da Regal Rexnord — maior compra da história da companhia, no segmento de motores elétricos industriais e geradores — ao longo dos próximos meses contribuirá para impulsionar os resultados da Weg.

Seguimos confiantes na capacidade da companhia em continuar expandindo seu negócio com rentabilidade, como feito nas últimas décadas. A Weg (WEGE3) é uma recomendação de compra da Empiricus Research. 

Por fim, se quiser receber em primeira mão gratuitamente os nossos comentários sobre os resultados do 4T23 de outras empresas listadas na B3, com orientações do que achamos da ação, é só cadastrar seu e-mail aqui.

O post Na contramão das projeções pessimistas, resultado do 4T23 de Weg (WEGE3) realça resiliência da companhia apareceu primeiro em Empiricus.

advertising