advertising

Mercados Antecipam Decisões do FOMC e Revelam Resultados Trimestrais de Empresas

Mercados Antecipam Decisões do FOMC e Revelam Resultados Trimestrais de Empresas

Os mercados estão ansiosos pela publicação da ata mais recente da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) do Federal Reserve. Apesar de a decisão ter sido tomada antes do anúncio da inflação ao consumidor em janeiro, que superou as estimativas, os investidores estão interessados em obter mais detalhes sobre as futuras medidas para avaliar a possibilidade de uma redução nas taxas de juros nos Estados Unidos.

advertising

Thomas Monteiro, analista, antecipa que os membros do comitê possam ter subestimado a urgência de implementar cortes nas taxas das fed funds em um futuro próximo. “As condições macroeconômicas fundamentais sofreram mudanças significativas desde a última reunião”, reflete.

Além disso, os mercados estão de olho nos relatórios de resultados trimestrais tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos. Hoje, Weg (BVMF:WEGE3), Sendas Distribuidora (Assaí) (BVMF:ASAI3), Pão de Açúcar (BVMF:PCAR3) e NVIDIA Corporation (NASDAQ:NVDA) irão apresentar seus desempenhos.

O Walmart (NYSE:WMT) anunciou seus resultados ontem, superando as expectativas. A empresa também divulgou um aumento em seus dividendos, impulsionando suas ações. “O Walmart conseguiu expandir suas margens, além de mitigar as pressões inflacionárias sobre os consumidores e se beneficiar do crescimento do comércio eletrônico”, observa William Castro Alves, estrategista-chefe da Avenue.

No Brasil, os destaques incluem os resultados da Telefônica Brasil (Vivo), que também superaram as expectativas. Controlada pela empresa espanhola Telefónica, a companhia registrou um lucro líquido de R$1,6 bilhão no último trimestre do ano, um aumento de 42% em relação ao mesmo período de 2022.

advertising

Por volta das 9h10 (horário de Brasília), os futuros do Nasdaq 100 caíam 0,54%, os do S&P 500 estavam em queda de 0,22%, enquanto os do Dow Jones apresentavam uma variação negativa de 0,16%. Os futuros do Ibovespa registravam uma queda de 0,36%, enquanto o dólar estava em alta de 0,04%, a R$4,9292.

Os futuros do Petróleo WTI, usado como referência nos Estados Unidos, recuavam 0,48%, para US$76,67, enquanto os futuros do Petróleo Brent apresentavam perdas de 0,47%, a US$81,95.

As ADRs da Vale (NYSE:VALE) estavam em queda de 0,22%, a US$13,34, enquanto as da Petrobras (NYSE:PBR) registravam ganhos de 0,45%, a US$17,72.

advertising