advertising

HGLG11, PATL11, TEPP11 e mais: veja as notícias da semana sobre os fundos imobiliários

Fundos imobiliários - pessoas andando dentro de prédio corporativo hglg11

A seguir, apresentamos as últimas notícias referente aos fundos imobiliários (FIIs) recomendados na Empiricus.

advertising

CLIN11: em seu último relatório gerencial, o Clave Índice de Preços (CLIN11) comunicou que, a partir do dia 5 de abril, suas cotas passarão a ser destinadas para o investidor em geral. Além disso, o fundo adquiriu posição no CRI CJ Shops II e aumentou sua participação nos CRIs aMora e Arena Atlético MG.

HGLG11: o CSHG Logística comunicou que no dia 15 de março houve o rebalanceamento da composição do índice internacional (FTSE Russell), o qual o fundo faz parte.

PATL11: o Pátria Logística informou que a Solística deve desocupar de forma antecipada a área locada no galpão Jundiaí 2, o qual é totalmente ocupado pela companhia. A locatária deverá cumprir com o aviso prévio de 180 dias, de forma que a devolução deve ocorrer apenas em setembro deste ano, juntamente com o impacto negativo na receita imobiliária de R$ 0,04 por cota. Após a desocupação, a vacância física do fundo deve se elevar para 9,9%.

TEPP11: o Tellus Properties concluiu a compra da participação do CSHG Real Estate (HGRE11) no Edifício Faria Lima. A negociação envolve a aquisição da participação de 21,2% da área BOMA do edifício, equivalente a 4,8 mil metros quadrados, a um valor total de R$ 95 milhões, ou seja, próximo de R$ 20 mil por metro quadrado.

advertising

Até o momento, já foi realizado o pagamento no valor de R$ 52,25 milhões, enquanto os R$ 42,75 milhões remanescentes serão pagos em 4 parcelas semestrais no valor de R$ 10,69 milhões, corrigidas pelo IPCA. A partir da data de pagamento do sinal, o fundo já passa a fazer jus ao recebimento de 100% do aluguel referente à participação no imóvel. Nestas condições, o cap rate de aquisição será de 8,8% (8,4% considerando o desconto temporário), com perspectiva de incrementar a receita imobiliária mensal do fundo em R$ 0,17 por cota. Devido ao caráter de parcelamento da compra, os yields esperados para os primeiros três anos são de 12,7%, 11% e 9,3%, respectivamente.

  • Confira neste relatório gratuito quais são os cinco melhores fundos imobiliários para comprar agora, na visão do analista Caio Araujo.

O post HGLG11, PATL11, TEPP11 e mais: veja as notícias da semana sobre os fundos imobiliários apareceu primeiro em Empiricus.

advertising