advertising

Bitcoin tem o que comemorar em seu aniversário de 15 anos? Cripto cai quase 10%, mas é oportunidade, segundo analista

Aniversário de 15 anos do Bitcoin
Imagem: Pixabay/montagem Empiricus Research

Neste dia 3 de janeiro de 2024, o Bitcoin (BTC) completa 15 anos desde sua criação, mas sem tantos motivos para comemorar, já que sua cotação chegou a despencar 10% (de US$ 44 para US$ 40) nesta quarta-feira (3).

advertising

Neste mesmo dia, em 2009, o primeiro bloco do BTC, ou bloco gênesis, foi ao ar, meses após a maior crise financeira global (após o crash de 1929). De início, a criptomoeda criada – até onde se sabe – pelo programador Satoshi Nakamoto era negociada por pouco mais de centavos de dólar.

Passados 15 anos, o mercado de criptomoedas cresceu exponencialmente e conta com mais de 8 mil tokens (outras criptomoedas). Sem contar os vários setores, que totalizam um valor global de US$ 1,7 trilhão. Dentre eles, estão as Finanças Descentralizadas (DeFi), tokens não fungíveis (NFTs), camadas em blockchain (layers), e por aí vai.

No entanto, o cenário não é dos mais festivos para as criptomoedas. A desvalorização do Bitcoin derrubou o mercado global. Às 10h, do horário de Brasília, a queda chegou a 10% e parece amenizar ao longo do dia (às 14h30, o preço cai -4%).

Cotação do Bitcoin nesta quarta-feira (3). Fonte: Google Finance

O que explica a queda do Bitcoin?

Um dos pontos que precisa ser considerado, segundo o analista-chefe de criptomoedas da Empiricus Research, é o rali das criptomoedas no final de 2023. A classe de ativos passou por uma alta considerável nos preços e uma correção “técnica” (queda pontual) já era esperada pelo mercado.

advertising

Outro fator, já pontuado nas últimas edições da newsletter Crypto Insights, é a aprovação de um ETF de bitcoin à vista (spot) por parte dos Estados Unidos. “O mercado de forma geral aguarda o aval da SEC, a CVM dos EUA, para lançar o primeiro produto desse tipo no país”, diz Camargo.

A aprovação era esperada para a primeira semana de janeiro e agora pode demorar a acontecer, incentivando um movimento de aversão ao risco hoje. 

O melhor para o BTC ainda está por vir

Como também já vínhamos sinalizando nos últimos meses, o evento mais esperado do mercado de criptomoedas é o halving do Bitcoin, quando a recompensa pela mineração do BTC cai pela metade.

“Ainda acreditamos que o Bitcoin pode superar as máximas históricas [US$ 68.600] e atingir os US$ 80 mil até o final de 2024”, afirma Camargo.

Portanto, o critoativo pode vir a dobrar de preço no segundo semestre de 2024, quando deve acontecer o halving, de acordo com o Bitcoin Halving Clock.

Inclusive, neste material, Paulo Camargo explica todos os gatilhos que podem levar à disparada da cotação do BTC e por que vale a pena diversificar sua carteira também com outras criptomoedas.

O post Bitcoin tem o que comemorar em seu aniversário de 15 anos? Cripto cai quase 10%, mas é oportunidade, segundo analista apareceu primeiro em Empiricus.

advertising